Mudanca fiscal em todos estados. Empresas precisam trocar software e impressora

Em busca de aumentar o arrecadação, diminuir a informalidade e agilizar o processo de fiscalização a SEFAZ (secretaria da fazenda) de cada estado promove imensas mudanças, processo que iniciou há 3 anos. O empreendedor deve procurar seu contador pois o prazo já pode ter passado. O alerta maior fica para empresas dos estados de Goiás, Espírito Santo, Rio Grande do Sul, Maranhão, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais além do Distrito Federal que já iniciou a obrigatoriedade de mudança e São Paulo onde não se pode mais emitir notas fiscais manuais, apenas via equipamento SAT.

Apesar deste obrigação, existe também oportunidade para algumas empresas que vão iniciar suas operações ou que ainda trabalham fora das regras fiscais de economizar mais de 50% no investimento de hardware e software para legalizar suas operações. Existem novas e baratas soluções  embarcadas em máquinas de cartão que facilitarão muito esta mudança e que serão a tendência dos próximos anos no Brasil. Em resumo, no futuro não precisará mais uma empresa ter um PC e uma impressora no caixa da empresa. As empresas que já tem impressora podem até vendê-las para bancar a maquininha ou ajudar nesta migração.

A mudança fiscal está ocorrendo há mais de 3 anos no Brasil. Ela começou em alguns estados como Amazonas e Rio Grande do Sul, mas agora chegou para todos os estados, com exceção do estado de Santa Catarina que decidiu manter sua solução atual. A solução em geral obriga o empreendedor brasileiro a investir ainda mais no seu negócio que passou duras penas em 2016 e 2017. Porém existem alternativas baratas que facilitam para quem precisa regularizar seu negócio.

Pegamos um exemplo da média de uma solução tradicional (fora São Paulo, que em geral são pouco mais caras) com uma solução portátil da Arenaplan (http://www.arenaplan.com.br). A solução também possui um software windows que pode rodar num notebook da casa do proprietário para cadastrar os produtos, não precisando ter computador ou impressora térmica na empresa. Ao ligar a máquina ela faz o download dos produtos pelo WIFI da loja ou pelo celular do cliente. A solução permite gerenciar o estoque e o caixa e emitir relatórios gerenciais emitindo cupom fiscal NFC-e ou SAT (Válido para SP/Ceará). Ou seja, a maquininha conversa com o equipamento SAT. Existem várias outras soluções surgindo no mercado. Algumas mais simples outras embarcadas em mini tablets, algumas com valores um pouco maiores e outras semelhantes e mais caras). Ou seja, o futuro reserva surpresas para o empreendedor brasileiro.

A empresa possui parceria com contadores e está procurando mais parceiros. Isso abre oportunidade para revenda de certificados digitais e até descontos em serviços contábeis.

Veja os prazos finais para mudança das empresas pelo Brasil:

Acre (AC)
Já é obrigatório para todos os contribuintes desde abril de 2015.

Alagoas (AL)
A obrigatoriedade está chegando rápido e agora empresas que faturam mais que R$360 mil/ano. Click para ler

Amapá (AP)
Para 2018 quem tinha impressora autorizada até 31/12/2014. Em 2019 para equipamentos autorizados durante 2015. Em 2020 equipamentos autorizados entre Janeiro de 2016 e 31/03/2017. Todas as novas empresas devem aderir de imediato.

Amazonas (AM)
Obrigatório para todos os contribuintes desde janeiro de 2015. Click para ler mais

Bahia (BA)
Todos os novos novos estabelecimentos, exceto os inscritos como ME. Em 2020, todos os estabelecimentos varejistas, exceto os inscritos como MEI.
Click para saber mais

Ceará (CE)
Em junho de 2016, o governo do estado revogou o calendário de obrigatoriedade NFCe. Atualmente, a adesão à NFC-e no Ceará é opcional e obrigatório do uso do equipamento SAT. Click e Saiba mais

Distrito Federal (DF)
Em 2016, a obrigatoriedade passou a valer para novos contribuintes.
Em Julho de 2017 para todos os demais contribuintes optantes pelo Simples Nacional.  Click para ler mais

Espírito Santo (ES)
A adesão à Nota Fiscal do Consumidor Eletrônica (NFC-e) já está disponível. Ainda é opcional e não possui um calendário 2017 de obrigatoriedade NFCe. Click para ler mais

Goiás (GO)
Em 2018 será obrigatório até para optantes do Simples Nacional. Click para ler mais

Maranhão (MA)
Já em dezembro de 2017, todos contribuintes, independentemente do valor do faturamento devem estar emitindo NFC-e.

Mato Grosso (MT)
Desde agosto de 2016, é obrigatório para todos os contribuintes, exceto MEI e com faturamento anual inferior a R$120.000 ou inferior a R$10.000 mensais.

Mato Grosso do Sul (MS)
Em Março de 2018 as empresas que faturam acima de R$ 600 mil reais. Em Setembro de 2018 empresas com faturamento superior a R$ 180 mil reais. Click para ler mais

Minas Gerais
No ultimo ENCAT foi divulgado que a legislação saiu em janeiro/2019. A adesão voluntária a partir de janeiro/2019 e obrigatória a partir de março/2019. Click para ler mais

Pará (PA)
Já é obrigatório a todos os contribuintes, exceto Micro-Empreendedores Individuais (MEIs).

Paraíba (PB)
Já é obrigatória para todos os estabelecimentos a partir de julho. Click para saber mais

Paraná (PR)
Já é obrigatório para todos os estabelecimentos.

Pernambuco (PE)
Obrigatório para todos os estabelecimentos. Click para ler mais

Piauí (PI)
Já é obrigatório para alguns estabelecimentos. Em 2018 passará a ser obrigatório para todos os estabelecimentos que promovem operações de comércio varejista.

Rio de Janeiro (RJ)
Obrigatório para todos os contribuintes. CLick para ler mais

Rio Grande do Norte
Obrigatório para alguns estabelecimentos e em janeiro de 2018 para todas as empresas do comércio varejista.

Rondônia (RO)
Obrigatório desde 2015 para todos os contribuintes, exceto Micro-Empreendedores Individuais (MEI).

Roraima (RR)
Emissão obrigatória para todos os estabelecimentos desde julho de 2016.

Santa Catarina (SC)
Não adotarão a NFC-e.

São Paulo (SP)
Obrigatório para todas as empresas que antes emitiam NFC-e e agora em 2018 todas as empresas que faturam mais que R$60 mil/ano que devem adotar o equipamento SAT.

Sergipe (SE)
Obrigatório para todos os comerciantes varejistas.

Tocantins (TO)
Está em andamento um Projeto Piloto com adesão voluntária de alguns estabelecimentos. Previsão de publicação do calendário de obrigatoriedade em 2017.

Continue lendo “Mudanca fiscal em todos estados. Empresas precisam trocar software e impressora”

Com mudança na legislação fiscal, as empresas de gás já contam máquina de cartão para emissão de nota fiscal em caminhões

Com mudança na legislação fiscal empresas de gás já contam máquina de cartão para emissão de nota fiscal em caminhões. Através da parceria do ERP da empresa Brazil Sistem e da máquina de cartão Arenaplan que emite nota fiscal distribuidores de gás e água de todo o país já podem emitir nota fiscal para clientes na entrega dos produtos em caminhões com praticidade. A parceria entre as duas empresas coloca a tecnologia mais moderna existente no país na área fiscal.

Continue lendo “Com mudança na legislação fiscal, as empresas de gás já contam máquina de cartão para emissão de nota fiscal em caminhões”

Máquina de cartão que emite nota fiscal foi Top 10 no Inova Autocom 2017 e mostra uma nova tendência no Brasil

Máquina de cartão que emite nota fiscal foi Top 10 no Inova Autocom 2017 e mostra uma nova tendência no Brasil, máquinas de cartão substituindo computadores e impressoras térmicas. Foi o que aconteceu no Inova Autocom, evento que aconteceu durante a feira Autocom 2017, na última semana, na maior feira de automação comercial no Brasil e que acontece anualmente no Expo Center Norte em São Paulo. O evento foi promovido pelos organizadores da feira Autocom 2017 com apoio da AFRAC (Associação Brasileira para Automação para o Comércio) e ABStartups. Na foto acima, a máquina da empresa Arenaplan foi um dos destaques das soluções embarcadas que apareceram na feira. A máquina já havia sido finalista do Startup & Makers na Campus Party e TOP 10 no Acelera Startup CIESP/FIESP.

Entre os finalistas da premiação houveram também outras empresas que apresentaram soluções semelhantes. Fora da premiação, mas em outros stands encontramos soluções da Redecard e CIELO que apresentaram as máquinas POYNT e LIO capazes de emitir nota fiscal integrando as soluções via API. No evento, a nova tendência também foi emitir a nota fiscal em máquina de cartão já integrada com o SAT (equipamento que se comunica pela internet com a SEFAZ-Secretaria da Fazenda, obrigatório em São Paulo) além soluções móveis.

A integração de máquina de cartão com nota fiscal permite aos contadores trabalharem como revendas de tecnologia

A integração de máquina de cartão com nota fiscal permite aos contadores trabalharem como revendas de tecnologia. Em busca de Competitividade eles inovam mais uma vez. Esta poderá ser uma nova tendência no mercado de automação comercial e tecnologia no Brasil. Este mercado era restrito antes apenas a pequenas e médias empresas de informática que prestavam serviço a milhões de empresas brasileiras auxiliando-os na automação de seus estabelecimentos, instalando terminais de ponto de venda e emissão de nota fiscal e sistemas de retaguarda para gerenciar o estoque e controle das vendas. Com a modernização do setor, da internet e a nova modalidade de nota fiscal eletrônica (NFC-e no Brasil e SAT em São Paulo e Ceará) tudo ficou mais simples. Agora com o lançamento de máquinas de cartão que emitem nota fiscal tudo ficou ainda mais simples permitindo que os contadores possam realizar facilmente este tipo de serviço.

Continue lendo “A integração de máquina de cartão com nota fiscal permite aos contadores trabalharem como revendas de tecnologia”

Máquina de Cartão Emitindo Nota Fiscal foi destaque na Campus Party

Máquina de Cartão Emitindo Nota Fiscal foi destaque na Campus Party no Anhembi em São Paulo. A novidade foi trazida pela empresa Arenaplan (http://www.arenaplan.com.br), finalista do Startup & Makers, uma seleção das melhores Startups do Brasil feita pela Campus Party 2017. As empresas  mostraram suas soluções em um pequeno stand em São Paulo. A solução envolve uma maquininha semelhante as máquinas de cartão com sistema operacional Linux com um software PDV embarcado que opera em nuvem já integrado a Secretaria da Fazenda de qualquer estado do Brasil (SEFAZ). Os produtos e estoque são cadastrados pelo software de retaguarda que pode operar em qualquer local remoto em um computador comum. É através dele que a gestão é feita. Ao ligar a máquina os produtos são baixados para a memória e a cada venda o estoque é baixado automaticamente e a venda é transmitida para o SEFAZ que envia uma chave e protocolo para ser impresso no recibo.

Continue lendo “Máquina de Cartão Emitindo Nota Fiscal foi destaque na Campus Party”